Home » Reuniões » Reunião 37 (Belo Horizonte, 25/05/2000)
Reunião 37 (Belo Horizonte, 25/05/2000)

Ata da 37ª reunião do LARC realizada aos vinte e cinco dias do mês de maio de dois mil, às 15 horas, na sala 2077 do ICEx - UFMG na cidade de Belo Horizonte.

Estavam presentes Jean-Marie Farines (Diretor do Conselho Técnico Científico e representante suplente da UFSC), José Augusto Suruagy Monteiro (Vice-Diretor do Conselho Técnico Científico e representante da UNIFACS), Guido Lemos de Souza Filho (Diretor Executivo e representante da UFRN), José Neuman de Souza (Vice-Diretor Executivo e representante da UFC), José Gonçalves Pereira Filho (representante da UFES), Raimundo José de Araújo Macedo (representante da UFBa), Luiz Fernando Gomes Soares (representante da PUC-RJ), Noemi de La Rocque Rodrigues (representante suplente da PUC-RJ), Julius Leite (representante suplente da UFF), José Marcos Silva Nogueira (representante suplente da UFMG), Edson dos Santos Moreira (representante suplente da USP), Edmundo Madeira (representante suplente da UNICAMP), Joaquim Celestino (representante da UECE), Maria Janilce Bosquiroli Almeida (representante suplente da UFRGS), Orlando Loques (UFF), Rogério Drummond (IC/UNICAMP), Markus Endler (IME/USP), Luiz Eduardo Buzato (IC/UNICAMP), Djamel Sadok (UFPE), José F. de Rezende (UFRJ), Paulo Aguiar (UFRJ), João Carlos Peixoto (UFRJ), Cláudia Medronho Naumann (NCE/UFRJ), Luiz Fernando Rust da Costa Carmo (UFRJ), Luci Pirmez (UFRJ), Bruno R. Schulze (CBPF), Adriano Augusto de Souza (CEFET-PB), Carlos Becker Westphall (UFSC) e Leandro Márcio Bertholdo (UFRGS).

Nesta reunião, foram discutidos os seguintes pontos de Pauta:

  1. Aprovação da Ata da reunião anterior
  2. Após a leitura da ata pelo Prof. Guido Lemos, a mesma foi colocada em discussão pelo Prof. Jean-Marie Farines, e aprovada por unanimidade pelos presentes.

  3. Informes sobre atividades 1999/2000

A seguir o Prof. Jean-Marie apresentou um informe sobre as atividades da diretoria no último ano:

  • Profissionalização do LARC: apenas discussão pela diretoria. Elaboração de carta aos dirigentes das instituições para renovação dos representantes a ser enviada em breve aos atuais representantes. Junto com a carta que inclui solicitação de apoio para participação nas reuniões, será encaminhado um folder de apresentação do LARC, sua proposta de trabalho, etc.
  • Site próprio: Estará sendo solicitado em breve a criação do domínio "larc.br" à FAPESP. Proximamente teremos uma nova página mantida pelo Vice-diretor Executivo, Prof. Neuman.
  • Regularização do CNPJ: será providenciado em breve.
  • Participação em Grupos de Trabalho do Programa Sociedade da Informação: O Prof. Jean-Marie como diretor do LARC participa do GT de Pesquisa e Desenvolvimento e o Prof. Suruagy participa do GT de Infra-estrutura. Ainda se encontram em discussões preliminares para elaboração do livro verde.

SBRC atual e próximos simpósios

  • Relato do Prof. Edmundo Madeira (coordenador de programa): 158 artigos submetidos, 36 membros na comissão de programa a grande maioria respondeu rapidamente (dentro do prazo de entrega). Reunião em Campinas com parte pequena do comitê. Foram selecionados 34 artigos e 9 posters. Princípio fundamental: respeitar o que avaliador tinha dito. Foi preciso fazer uma homogeneização preservando as revisões de qualidade (análise profunda). Revisões cegas (sem dizer quem fez); em situações de conflito foi checado quem fez a revisão. 4 páginas para artigos de painéis. Processo eletrônico: com esta quantidade de artigos (pelo menos 3 revisões por artigo, o programa WINPE, mesmo com boa documentação começou a demonstrar alguns problemas). Há programas melhores mas não havia muita documentação. O Prof. Buzato (vice-coordenador de programa) complementou que os prazos foram mantidos apesar do tempo curto (prazo apertado).
  • Relato do Prof. José Marcos (pela Comissão Organizadora): DCC deu um apoio considerável colocando profissionais da equipe (divulgação, secretárias, etc.). Procura grande por patrocínio. Dificuldade: receio de não conseguir pagar a conta. Preparação dos anais, publicação dos anais também dos Workshops. Programa para inscrições. Foi usada a FUNDEP para o suporte administrativo (processo de compra, contratos, convênios), administração dos recursos, inscrições via WEB, recibos, etc. Hotel passada para uma empresa. Alunos da UFMG não tiveram isenção de pagamento. Poderia ter ficado melhor a questão da home-page: programa do evento em funções de decisões de última hora (pouco tempo para fechar tudo). CNPq = R$ 25.000, FAPEMIG = R$ 2.700, Inscrições +- R$ 30.000. Contratos de empresas ainda sendo fechados. II WRNP2 teve patrocinadores independentes. Número do WRNP2 está computado no total da SBRC.
  • Relato do Prof. Suruagy (coordenador de Tutoriais): indefinições iniciais resultaram em contatos tardios: dois convidados aceitaram. Participação boa no de Jon Crowcroft (UCL sobre QoS) e pequena no de Joe Gethie (Telcordia sobre Plataformas de Gerenciamento). Contatos já encaminhados com aqueles que recusaram o convite alegando compromissos anteriores, para o próximo simpósio.
  • Relato do Prof. Carlos Goulart (coordenador de mini-cursos): 14 propostas foram avaliadas, 4 aceitas. Públicos variados. Passar experiência para o próximo: Mudar os prazos. Submissão com maior antecedência: é submetida apenas uma proposta e não é feito um controle posterior. A Prof. Noemi indicou que o prazo já foi maior. Revisores colocaram sugestões de que fossem aceitos mini-cursos apenas de doutores, mas como a regra não havia sido divulgada, não foi aplicada.

Próximos simpósios:

  • O Prof. José Marcos levantou uma questão de ordem para que seja discutida a questão das datas de realização dos simpósios. Este assunto ficou para discussão posterior na Comissão Especial da SBC e em próximas reuniões do LARC.
  • Informes do Prof. Jean-Marie sobre o local para 2001: no ano passado foi indicada Florianópolis que mantém o interesse. Já foram efetuados alguns convites para coordenadores de programa, Workshops e Tutoriais. Pretende ter o máximo possível de sugestões abertas através de lista eletrônica de discussão. Pretende fazer um CD (grande parte dos anais distribuídos via CD) em função de custos e facilidade de manuseio. Colocar com antecedência na página, todos os artigos para que os interessados possam ler com antecedência (antes de receber os anais). Tiragem limitada de anais impressos para bibliotecas.
  • Foi referendada por unanimidade, com a abstenção do Prof. Jean-Marie, a realização em Florianópolis do SBRC 2001.
  • Houve a seguir uma discussão sobre a questão da produção de Anais versus CDs: O Prof. Rogério indicou que para um número pequeno de cópias (< 200) é melhor fazer impressão direta; para impressão em off-set o custo muda pouco para produzir 300 ou 600; sugere o CD complementada por uma produção limitada de Anais impressos. Em resposta a uma pergunta o Prof. Jean-Marie indicou que a produção dos Anais é responsável por 15 a 20% das despesas do simpósio; e que com os CDs pode-se incluir distribuição de programas e outros materiais sem custo adicional. O Prof. Suruagy sugeriu que a divulgação poderia ser feita apenas na Web, tipo Biblioteca digital da SBC.
  • Discussão sobre o período de realização do Simpósio: foram levantados os argumentos favoráveis e desfavoráveis em relação ao período de realização do SBRC e, como conseqüência, a data de submissão e avaliação dos artigos. O problema apresentado é que a avaliação é complicada por cair em período de férias. Esta questão ficou de ser aprofundada na reunião da comissão especial de redes e sistemas distribuídos da SBC e através da lista.
  • Candidatos para 2002: A UFRN havia proposto mas está abdicando. Candidatos que se apresentaram: NCE/UFRJ (Profs. Rust e Luci Pirmez), UECE (Prof. Celestino), UFRGS para 2003 (Profa. Janilce). O Prof. Neuman comentou que está programada para 2002 uma reunião da IFIP no Brasil que poderia ser realizada em conjunto com o SBRC. Aprofundar a questão na reunião da comissão especial da SBC e decidir eletronicamente num prazo curto. Tentar conversar antes para discutir compatibilização das propostas.

Programa da Sociedade da Informação e Participação do LARC

  • Foi apresentada pelo Prof. Jean-Marie a organização prevista para a implementação da Parceria MEC/MCT para a RNP2, com Comitê Gestor, Comitê Técnico-Científico e Estratégico, Secretaria Executiva. Execução a cargo da RNP e Embratel (contratada para isto).
  • A RNP está sendo institucionalizada como uma ONG. Terá um Conselho de Administração de 10 pessoas (2 representantes do MCT, 2 do MEC, 1 da SBC, 1 do LARC, 2 dos POPs, 1 do Comitê de Usuários e 1 dos funcionários da RNP) a ser convocado já em junho. Consulta ao CTC se seria um membro da diretoria ou outra pessoa da comunidade. Foi aprovado que será um membro da diretoria, possivelmente o vice-diretor do CTC.
  • Indicação de membros para o comitê técnico-científico da Parceria MEC/MCT: com mandato definido, e a indicação deve refletir um comprometimento dos indicados com o trabalho a ser realizado.
  • Sugestões da diretoria para a composição do Comitê da Parceria:
    • Infra-estrutura (6): Engenharia, Operação e Gerenciamento
    • Middleware (3): Segurança, QoS e Multicast
    • Aplicações (4): EaD, Telemedicina, Bibliotecas Digitais e Transmissão de Vídeo
  • Discussão: Na discussão que se seguiu foi observado que a situação atual demanda uma reunião no estilo da realizada em Florianópolis em outubro de 1998 envolvendo os membros do CTC e outros convidados tipo coordenadores de REMAVs, durante 2 dias possivelmente no mês de agosto para discutir todas as questões relativas à pesquisa e ações em Redes de Alta Velocidade no Brasil. Foi aprovada a idéia da realização desta reunião de planejamento.
    • Representante da SESU/MEC no LARC: O Prof. Paulo Aguiar ficou de conversar com o novo secretário da SESU originário da UFRJ para apresentar-lhe o LARC em função das atividades relativas à Parceria MEC/MCT.
    • Projetos com bandeira LARC: O Prof. Paulo Aguiar sugeriu que busquemos utilizar os fundos de pesquisa para levar adiante projetos LARC. Tocar projetos tipo Internet2. O Prof. Jean-Marie concordou, mas lembrou que estas iniciativas não dependem apenas da diretoria.

Renovação dos Representantes: Suruagy expôs o encaminhamento - consulta pela rede com os nomes dos reitores para envio da carta junto com o folder. Posteriormente, carta convite para o encontro de agosto.

O Prof. Paulo Aguiar propôs a criação de representação no LARC não de forma institucional mas por programas de pós-graduação na área de redes.

Tendo sido colocada em votação foi aprovada a criação de um grupo ad-hoc, denominado de Comitê Consultivo com representação de cada um dos grupos de pesquisa das instituições membro.

A Reunião foi encerrada às 18:10.

Eu, José Augusto Suruagy Monteiro, Vice-Diretor do CTC lavrei esta ata que vai assinada por mim, após aprovação.